Consumo consciente

Sebrae dá dicas para quem quer montar um brechó

A oportunidade de comprar bons produtos por valores mais acessíveis aliada ao crescente interesse pelo consumo sustentável tem beneficiado o comércio de brechós no Brasil. Este cenário de oportunidades chama a atenção de quem quer empreender neste nicho de mercado e dos atuais empresários que desejam manter sua empresa sustentável e competitiva.

Pensando nisso, o Sebrae elaborou a cartilha “Melhores práticas para o comércio de brechó”, com dicas para futuros empreendedores que querem atuar no mercado de brechós.

Como abrir um brechó

Antes de abrir o empreendimento é preciso estudar o mercado, conhecer a concorrência e quais são as necessidades do seu público. O Sebrae orienta o empreendedor a visitar os brechós da cidade, navegar em brechós online e conversar com os proprietários, identificando oportunidades e riscos. Também é preciso testar seu Modelo de Negócios (como vai monetizar) e elaborar um Plano de Negócios, que irá guiar o empreendedor a operar o brechó.

Localização do brechó

Ao escolher o ponto comercial, é importante considerar aspectos como: hábitos de consumo do público que se deseja atingir, a concorrência, se permite fácil estacionamento, segurança, fluxo de pessoas, dentre outros. Já se a escolha for por uma loja virtual, é necessário prestar atenção em aspectos como: definição da plataforma de e-commerce, usabilidade, meios de pagamento online, segurança do site, logística de entregas, embalagens e estratégias de divulgação.

Aquisição e comercialização de peças de segunda-mão

A cartilha também explica o regime de consignação, maneira bastante utilizada para a aquisição de peças de brechó, mas também menciona a compra de lotes de pessoas físicas, uma opção mais lucrativa. A higienização das peças, um dos maiores preconceitos em relação aos brechós, também deve ser um cuidado especial. Ao adquirir peças é aconselhável reforçar a limpeza, mesmo no caso de produtos comprados já limpos.

Como divulgar seu brechó

O último capítulo da cartilha é dedicado à divulgação do brechó. Proprietários de brechós costumam usar folhetos para panfletagem na vizinhança da loja, apostam no boca a boca e promovem as lojas em redes sociais, como Facebook e Instagram.

Confira aqui a cartilha do Sebrae na íntegra.

Uma das coisas que nós do Trocaria mais gostamos em brechós é praticar uma espécie de caça ao tesouro: você nunca sabe o que vai encontrar pela frente, então tem que garimpar em busca dos seus achados. Se você nunca comprou em brechó, não sabe a diversão que está perdendo! ;)

E se você é fã de moda colaborativa, confira nosso artigo sobre bibliotecas de roupa.

Fonte: PEGN

Previous Post Next Post

You Might Also Like

Comentários

Deixe um comentário