Moda sustentável

Moda sustentável, moda ética e moda consciente: qual a diferença?

Moda sustentável, moda ética e moda consciente são muitas vezes usados como sinônimos, mas entender as peculiaridades acerca de cada termo só tende a enriquecer nosso conhecimento e influenciar nossas ações, o que é ainda mais importante! ;) Então vamos às definições!

Moda Sustentável

Moda sustentável, também conhecida como eco fashion, normalmente é descrita como aquela em que os métodos e processos usados são menos poluentes ou ajudam a diminuir o impacto ambiental na fabricação de roupas de alguma maneira. Essa matéria da Fashion Hedge cita algumas práticas comumente associadas à moda sustentável:

  • Fabricação com fibras orgânicas, algumas vezes certificadas por organizações internacionais como GOTS ou USDA
  • Fabricação com tecidos mais eco-friendly, como linho ou bambu (que precisam de menos produtos químicos e/ou água para crescer)
  • Corantes de origem natural
  • Uso de tecidos descartados
  • Upcycling de materiais usados
  • Produção com tecidos reciclados
  • Uso de colas menos tóxicas
  • Roupas feitas para terem um longo ciclo de uso

Ou seja, a moda sustentável engloba práticas menos poluentes e que minimizam o impacto ambiental ao longo da cadeia produtiva (como uso de tecidos ecológicos ou reaproveitamento de materiais na fabricação de roupas, por exemplo) e de consumo (como práticas de reuso, trocas, consertos etc.). Ao contrário da moda descartável (ou fast fashion), ela valoriza o uso prolongado das peças de roupa, visando um sistema sustentável.

Moda Ética

Embora definir o que é ético ou não seja uma discussão muito ambígua, visto que existem uma série de valores implícitos, percepções culturais e pontos de vista extremamente subjetivos envolvidos; normalmente define-se por moda ética aquela que leva em consideração os direitos humanos (ou animais, no caso do movimento cruelty-free) nos locais de produção. O Fashion Hedge enumera algumas práticas da moda ética:

  • Fair trade (comércio justo)
  • Empregar mulheres ou grupos étnicos
  • Produção sem componentes animais
  • Sem testes em animais
  • Doar parte dos lucros para a caridade
  • Produzir em um país em desenvolvimento
  • Handmade
  • Remunerações justas pagas aos trabalhadores envolvidos no processo
  • Contribuir para preservar tradições de uma minoria étnica
  • Revelar locais de produção e políticas de trabalho
  • O produto em si aumenta a consciência ou promove um ideal ou uma causa

Para o Ethical Fashion Forum, moda ética representa uma abordagem de design, recursos e fabricação de roupas que maximiza os benefícios para pessoas e comunidades enquanto minimiza o impacto ao meio ambiente.

Ou seja, a moda ética atenta-se à toda cadeia produtiva de forma a garantir condições justas e seguras de trabalho em todas as etapas, da lavoura às oficinas de costura; enquanto promove transparência e respeito a todos os envolvidos no processo, buscando contribuir para o desenvolvimento sustentável.

Moda Consciente

Por fim, de acordo com esse artigo da Forbes, os consumidores de moda consciente manifestam sua consciência em termos sociais, ambientais e de qualidade. Eles buscam produtos criados a partir de materiais de melhor qualidade, desenvolvidos pensando numa estética atemporal e feitos para durar.

Consumidores conscientes buscam produtos com mais significado – peças que contem as histórias por trás de sua criação, roupas feitas para durar a vida toda, e artigos que, de alguma maneira, estimulem um diálogo. O consumo consciente e o movimento slow fashion provocam um desejo por menos e melhores coisas, assim como maior transparência na cadeia produtiva.

De alguma maneira, moda consciente depende tanto dos consumidores tomarem ações para avaliar o pré e pós-consumo, como também dos players do mercado em garantir que processos mais transparentes, justos e sustentáveis.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

Comentários

Deixe um comentário