consumidor consciente
Consumo consciente, Economia compartilhada

6 maneiras simples para se tornar um consumidor consciente

Ser um consumidor consciente às vezes parece tarefa impossível, mas não é! Conheça 6 dicas simples para se tornar um consumidor mais consciente!

Seu guarda-roupas está cheio de peças e você ainda acha que não tem nada para vestir? Você não está sozinho! Uma pesquisa do Waste & Resources Action Programme mostrou que famílias do Reino Unido possuem em média £4,000 em roupas, sendo que 30% delas não são usadas regularmente. Um terço das roupas que compramos anualmente acaba em aterros sanitários, o que não é bom sinal do ponto de vista econômico (afinal, é dinheiro jogado fora), muito menos sustentável.

É hora de mudarmos nossos hábitos de consumo, deixando as compras por impulso de lado e fazendo escolhas conscientes – é isso o que prega a nova era de consumo baseada no lowsumerism.

Mas por onde começar? Listamos aqui 6 maneiras simples para se tornar um consumidor consciente e lidar melhor com nossas roupas, com seu orçamento e, ao mesmo tempo, de uma maneira que impacta menos o meio ambiente.

consumidor consciente

O que você está fazendo para ser um consumidor consciente?

1. Conserte e reaproveite, não substitua

Notou um botão faltando ou um furinho pequeno numa roupa velha? Reforme! Não só vai te permitir economizar, mas também vai ser mais gratificante do que comprar uma peça nova.

Leia mais: inspire-se na campanha Make do and Mend, do governo britânico, que incentivava o consumo consciente durante a Segunda Guerra Mundial

2. Evite fast fashion

A fast fashion – moda para ser consumida e descartada rapidamente – não é apenas uma vilã em termos ambientais, mas também sociais. Prefira qualidade ao invés de quantidade ao escolher roupas que sejam feitas para durar.

3. Use até o fim

A maquiagem está na metade e você já cansou dela? O hidratante está cheinho, mas você que experimentar o último lançamento da marca XYZ? Nós te entendemos; também ficamos de saco cheio de usar nossas coisas. No entanto, tente usar até o final antes de comprar outro produto novo; assim você evita acúmulo e desperdício.

Além disso, você também pode comprar roupas de brechós ou itens vintage para estender a vida útil de cada peça de roupa.

4. Invista no consumo colaborativo

Ao invés de jogar fora aquilo que não usa mais, troque, alugue, empreste ou doe. Além de economizar grana, você evitará que esses itens virem lixo.

Outra sugestão: por não organizar uma festa de trocas entre suas amigas para dar vida nova aos objetos encostados? Sabe aquele vestido você nunca usa e que sua amiga sempre pede emprestado? Troque com ela!

5. Exija menos, não mais

Pesquise sobre as suas marcas preferidas e descubra o que elas estão fazendo para agir de forma mais ética e sustentável em suas coleções. Deixe claro que que você quer roupas melhores, não mais roupas.

6. Apoie marcas locais e designers independentes

Quando você compra de produtores locais e designers independentes, você não apenas contribui para um comércio mais justo, como também incentiva modelos mais inovadores, éticos e ‘limpos’ de produção.

Artigo originalmente publicado na Ecouterre, mas adaptado pelo Trocaria.

Quer saber mais sobre como se tornar um consumidor consciente? Leia o post do Oficina de Estilo sobre 5 atitudes sustentáveis (em moda) e encontre mais artigos no trocaria.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

Comentários

Deixe um comentário