Browsing Category

Atitude

iniciativas-moda-sustentavel
Atitude, Consumo consciente, Moda sustentável

11 iniciativas sustentáveis para mudar o consumo de moda

A indústria da moda é a segunda maior poluidora do mundo e a crescente pressão sobre as preocupações ambientais e sociais causadas por processos não-éticos encontrados nesta indústria está levando grandes marcas e empresas do setor a repensarem suas práticas – como a gente já contou no relato da nossa experiência no Youth Fashion Summit.

Por outro lado, como consumidores, a partir do momento que começamos a repensar nossos hábitos percebemos que existem alternativas e novas formas de consumir.

A economia compartilhada está ganhando cada vez mais força (plataformas de compartilhamento de carros, casas e músicas já são comuns em nosso dia a dia) e nos permite ter acesso e usufruir de um produto e/ou serviço sem precisar, necessariamente, possuí-lo.

E na moda não é diferente. Muitas iniciativas estão nascendo com esse propósito, seja para trocar, emprestar ou alugar, podemos escolher uma grande quantidade de peças que nos interessam e usar de uma maneira mais econômica e sustentável, assim evitamos o acúmulo de roupas esquecidas no fundo de nossos guarda-roupas.

Uma pesquisa realizada pela Wrap Research, do Reino Unido, afirmou que ao aumentar a vida útil de uma peça de roupa por apenas 3 meses pode levar a uma redução de 5 a 10% na pegada de carbono, água e resíduos.

Se no futuro os recursos naturais se tornarão cada vez mais escassos e caros, o uso de plataformas que incentivam o compartilhamento e trocas serão cada vez mais populares.

É o início de um novo olhar sobre como consumir moda, de menos posse, mais acesso, menos desperdício e mais conexão. Abaixo listamos algumas iniciativas que adoramos e apoiamos. Confira!

Lucid Bag

Uma comunidade de empréstimo, aluguel e trocas de roupas e acessórios. O projeto acredita que pegar emprestado é um ótimo jeito de evitar compras desnecessárias, além de aumentar a vida útil das peças que estão esquecidas no armário.

Trocaria

Uma plataforma online para a compra, venda e, em breve, troca de itens pré-usados e ‘para sempre amados”. Acreditam e incentivam o consumo consciente e colaborativo da moda por meio da prática da troca e reuso de roupas e acessórios. Também realizam festas de troca.

Roupateca

Um guarda-roupa compartilhado que funciona por assinatura mensal, acreditam que as pessoas juntas, em rede, são mais importantes que a roupa que consomem. Pessoas e marcas ajudam a construir um acervo vivo, com peças de qualidade e atemporais, que carregam informação de moda e beleza, mas também trazem conexões.

Repassa

Uma comunidade virtual de compra e venda de itens de moda gentilmente usados, que remunera a influência das pessoas.

Projeto Gaveta

Com a ideia inicialmente de difundir o conceito de clothing swap no Brasil, criando uma rede onde os participantes pudessem trocar roupas que não usam mais, hoje o projeto Gaveta é um movimento que incentiva uma moda mais humana, real e sustentável através dos eventos que realizam periodicamente.

Excambo

Acreditam que é nossa responsabilidade olhar para os hábitos do dia-a-dia e escolher a melhor forma de nos relacionarmos com a sociedade e o mundo. O projeto organiza eventos de trocas de tudo aquilo que está parado e que não faz mais sentido guardar prolongando a vida útil de cada produto, além de compartilhar muitas histórias.

Aplicativo Roupa Livre

O aplicativo permite trocar roupas usadas por peças de outras pessoas, funciona como o Tinder das roupas, é só curtir uma peça de alguém que curtiu uma sua e combinar a troca.

Trocaderia

É um projeto que promove trocas divertidas. Ele acredita em consumo consciente, moda acessível, eventos animados e em novas chances para os itens que estão parados em armários por aí.

Brick dos Desapegos

É uma feira de moda sustentável que incentiva e fomenta o desapego. Em suas edições congrega expositores de desapegos (pessoas físicas que querem repassar suas pecinhas queridas), brechós itinerantes (pessoas jurídicas) e marcas autorais sustentáveis. Além da venda de vestuário, a cada edição, um conteúdo sobre moda sustentável para debater e refletir.

Trocaí

Um projeto de economia compartilhada que reúne diversas atividades por um consumo mais consciente com objetivo de ajudar as pessoas a repensarem seus hábitos de consumo por um planeta melhor e por um estilo de vida mais sustentável. Desde novembro de 2015, realizam, em São Paulo e outras cidades: feiras de trocas, palestras e workshops, consultorias de moda sustentável e oficinas de educação ambiental.

Espichamos

Uma plataforma online para venda, compra, troca ou doação de itens de crianças e bebês.O projeto foi criado com o objetivo de repensarmos a nossa relação com o consumo, ser consciente, solidário e sustentável.

Esse artigo foi originalmente escrito pelo Slow Down Fashion, guia de marcas locais e inovadoras.

Desfile Amir Slama SPFW 2017
Atitude, Tá na moda, Tendências

Flashes de fotógrafos revelam mensagens empoderadoras no SPFW 2017

Em ação destacando a igualdade de gênero, desfile de Amir Slama trouxe frases de empoderamento como ‘minha saia não é um convite’ e ‘me visto como eu quiser’ escritas nos corpos de modelos

Na última quinta (16), o estilista Amir Slama mandou uma mensagem poderosa contra o assédio sofrido diariamente por mulheres durante o desfile da sua coleção de Inverno 2017 na São Paulo Fashion Week.

Frases de conscientização e empoderamento feminino como “Decote não é convite”, “Minha saia não é permissão”, “Me visto como eu quiser” e “Perna de fora não é provocação” foram aplicadas em diversas partes dos corpos das modelos com uma tinta especial invisível, mas que só podiam ser visualizadas em fotografias tiradas com flash, mostrando que a culpabilização da vítima ainda é invisível para muitas pessoas. A ação foi ativada no evento pela hashtag #decotenaoeconvite.

Desfile Amir Slama SPFW 2017

A ação é parte do projeto Sexismo Invisível, desenvolvido pelo Estadão em parceria com a agência de publicidade FCB Brasil, com objetivo de promover o debate sobre o assédio nem sempre explícito (mas muito comum) enfrentado pelas mulheres. Leia mais

brecho roupas usadas
Consumo consciente, Moda sustentável, Tá na moda

Roupas usadas, hábitos novos: 6 razões para comprar em brechó

2017 chegou e, com ele, uma lista interminável de resoluções de ano novo: fazer matrícula na academia, se alimentar melhor, iniciar um curso de especialização, viajar para aquele safari dos sonhos na África e, porque não, botar a ordem na casa – começando pelo guarda-roupas, é claro. No entanto, organizar a bagunça não é tarefa fácil (embora esse guia de como organizar o guarda-roupa dê uma mãozinha), até por isso que postergamos a arrumação.

E mesmo quem não é fashion addict concorda: com tantas promoções acontecendo simultaneamente nessa época do ano, não tem como escapar.

Muitas das compras – principalmente as que ocorrem por impulso – tem como principal motivador não a necessidade de uso daquela peça, mas sim “a nova pessoa” que nos tornamos ao vesti-la. E como disse John Oliver nesse vídeo sobre fast-fashion“moda é a personalidade que você pode comprar”.

Passada a fase de encanto, o que resta são parcelas a perder de vista e um guarda-roupas abarrotado de coisas – muitas das quais, muito provavelmente, nunca mais voltaremos a usar.

Mas como combinar o desejo por roupa nova ao mesmo tempo em que tentamos consumir de forma mais consciente? Quando bater aquela vontade de vestir algo novo, a melhor opção é ir de brechó!

Leia mais

organizar guarda roupa
Consumo consciente, Moda sustentável

Descomplique seu armário: o que manter, jogar ou doar?

Com a chegada do Ano Novo e nossa lista de resoluções definida, é hora de preparar o terreno – ou melhor, o guarda-roupas, para o que está por vir. Confira nossas dicas de como organizar o armário e dar vida nova às suas peças em 2017.

Sabia que 85% das pessoas mantém roupas que não usam mais? Tendemos a acumular peças de roupa seja por valor sentimental, por achar que vão voltar a servir no futuro ou para aquela ocasião especial que nunca chega. No entanto, é possível descomplicar o armário e dar uma vida nova às roupas acumuladas.

Confira abaixo o infográfico do blog Sernaiotto que ilustra um ciclo inteligente que ajuda a determinar o que deve ser doado, mantido ou jogado fora, tudo em prol do consumo consciente das nossas roupas.

consumo consciente de roupas

BÔNUS: Dando vida nova às roupas encostadas

Organize um bazar de trocas entre amigas

Aquelas roupas que não servem mais para você – mas que suas amigas viviam pedindo emprestadas – podem virar moedas de troca num bazar entre amigas. Além de ser um momento divertido para compartilhar memórias, suas roupas vão ganhar vida nova junto às pessoas que você tanto curte. Leia mais

amigo secreto sustentável
Atitude

Como fazer um amigo-secreto consciente e sustentável

O final do ano chegou e, como não poderia faltar, os famosos amigo-secreto ou amigo-oculto ganham presença, mais uma vez, em todos os círculos sociais: seja nas famílias, no ambiente de trabalho ou entre amigos, a brincadeira de troca de presentes é um ritual aguardado nesta época.

Com tantas comemorações pela frente, por que não sair da rotina e inovar na brincadeira este ano, fazendo um amigo-secreto consciente, sustentável e com significado?

presente-de-natal

Amigo-secreto sustentável (com trocas!)

O amigo secreto-sustentável é, sem dúvidas, o mais divertido e com maior significado de todos. Ele segue o mesmo princípio das clothing swap parties, como os bazares de troca organizados pelo Trocaria, mas é feito com presentes de Natal.

Funciona assim: você escolhe algo que não usa mais e acha que é a cara da pessoa sorteada. Ao invés de comprar um presente novo, reutiliza algo que já tem e está parado no guarda-roupas. Sabe aquele vestido que sua amiga sempre pedia emprestado? Então por que não presenteá-la com ele? O presente vai carregar consigo não só uma vida útil maior, mas vai fazer o novo dono sempre lembrar de quem presenteou.

Curtiu a ideia? Compartilhe sua experiência com a gente e boas festas! ;)

Leia mais: Como organizar um bazar de trocas entre amigas